Wellerson Brito

Compartilhe

Sou terráqueo. Sou da Terra e da terra. Sou de sangue quente, mamífero, vertebrado e humano. Mas sou igual aos de sangue frio, invertebrados e não-humanos. Sou terráqueo sem sexismo, racismo ou especismo, pois todos somos animais sencientes, e senciência vem de sentire=sentir. Sim, sentimos. Sentimos alegria, sentimos prazer, sentimos frio, sentimos calor, mas acima de tudo, sentimos dor. Dor vai além da moral e segundo Peter Singer “se um ser sofre, não há justificação moral para esse sofrimento em consideração. Não importa a natureza do ser, o princípio de igualdade requer que um sofrimento deva ser considerado igual a um sofrimento semelhante de qualquer outro ser.” A crueldade com os animais é um sinal que todas as vantagens sociais, econômicas e intelectuais atuam de forma independente na ignorância humana. Por fim, não sou apenas um terráqueo minúsculo, sou um TERRÁQUEO, isso mesmo, um TERRÁQUEO em caixa alta que não tenta dominar a Terra e que não trata os animais como meros objetos. A essência da Plataforma é a base de uma maior valorização aos elementos fundamentais desse planeta, é o ponto de partida para a evolução da mentalidade humana, para sairmos da condição raça e caminharmos para a condição racional. É por isso que eu apoio e estou sempre à disposição para participar junto com a Plataforma em suas causas e projetos.

"O animal selvagem e cruel não é aquele que está atrás das grades. É o que está na frente delas."

 

Wellerson Britto

Professor de Biologia