Ato cívico movimenta o Colégio Santo Agostinho

Compartilhe

25/06/2013

 

As vozes nas ruas ecoam pelo Brasil afora! Num movimento inesperado, a juventude brasileira uniu-se para manifestar o senso de cidadania e sentimento de pertença a um país que muito tem a melhorar.

Se, inicialmente, esse movimento nasceu da reivindicação por um transporte público decente e acessível, outras vozes foram se unindo em coro, pedindo por mais e melhor educação, saúde, ética na política. Como em toda realidade humana, há luzes e sombras nesses movimentos: vimos também, nas ruas, atos de violência e oportunismo, com os quais não coadunamos.

Nessa conjuntura, entendemos que não somos meros espectadores. Também temos uma voz a manifestar. O ambiente educativo pretende ser essencialmente formativo e, portanto, não queremos nos silenciar nesse momento; ao contrário, aproveitá-lo como uma oportunidade de reflexão e expressão dos nossos anseios cívicos. Assim, no dia 25/06, organizamos o Ato Cívico em nosso Colégio, com o intuito de auxiliar os alunos e funcionários nessa reflexão, manifestando suas “bandeiras” e as causas que defendem.

Esse Ato ficou marcado por um tom reflexivo, mas também descontraído e criativo: os alunos se manifestaram por meio de cartazes, cantos e breves discursos. Foi uma autêntica oportunidade de partilha e comunhão de ideias, respeitando a diversidade de opiniões e mostrando que podemos conviver em unidade, num ambiente tão plural como são a escola e o país. O Ato Cívico enraizou nos corações e mentes de nossa comunidade educativa o senso de pertença: somos uma só nação e, unidos, podemos fazer com que ela seja cada vez mais um lugar melhor para se viver.

Confira as fotos do Ato Cívico:

Turno da manhã

Turno da tarde





Vem, Brasil!

Vem, vamos pra rua

Pode vir que a luta é sua

Agora, a gente tá ligado

O gigante tá acordado! 

Vem, vamos conosco

Acabar com esse desgosto

Chega de corrupção

Quero mais educação! 

O Brasil tá uma bagunça

Muita gente tá chorando

Enquanto o governo

Tá com o bolso transbordando 

Vem, galera

Chega de balela!

Pessoas revoltadas

Chega de conversa fiada!    

A hora é agora!

Vamos acabar com a brincadeira

Continuamos todos juntos

De qualquer maneira! 

Isabela Medeiros Romero – 7º D

Mais que vinte

Gritos de revolta

Rostos pedindo justiça

Esse é o meu povo lá fora...

Suplicando um país melhor. 

Enquanto rola a bola

Falta professor na escola

Enquanto o gol você comemora

O atendimento médico piora! 

Queremos sorrisos e não lamentação

A voz do povo invadindo a tela da televisão

E acabando com a corrupção! 

Não é só 20 centavos

O povo quer muito mais!

O Brasil transformado

E que aqui reine a PAZ!

Isabela Medeiros Romero – 7º D