Catadora de papel recebe carrinho construído no Colégio Santo Agostinho - Contagem

Compartilhe

10/07/2012

“Estou muito alegre com o meu carrinho novo. Ele é leve e bonito! Este Colégio é o melhor de todos os lugares onde eu recolho material reciclável. Os vigias, os alunos, a diretora, todos me tratam muito bem!”. Foi o que disse a catadora de papel, Dona Olendina , depois de receber o carrinho construído dentro da escola, especialmente para ela.

A entrega foi feita na manhã do dia 9 de julho, por um grupo de alunos acompanhados da diretora Aleluia Heringer, durante a abertura dos Jogos de Integração JISA/JISINHO. Além de alunos, professores e funcionários presentes, a entrega contou com a presença de Ivany Francisca Silva e Rafael Carvalho de Ávila Bueno, representantes da Secretaria Municipal Adjunta de Limpeza Urbana de Contagem.

O carrinho novo substituirá o antigo que a catadora usava para transportar todo resíduo sólido produzido dentro do Colégio e aquele que vem das residências dos alunos (papel, plástico e alumínio) até o galpão da Associação dos Catadores de Material Reciclável de Contagem (ASMAC). O antigo carrinho de Dona Olendina chamava a atenção da comunidade escolar por sua precariedade.

 

Modelo inspirado em projeto da USP

A diretora do Colégio Santo Agostinho, Aleluia Heringer, explica que o novo carrinho foi construído no próprio Colégio, inspirado em um projeto criado pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP). “Pensamos em algo que atendesse à demanda de Dona Olendina. Precisava, portanto, ser seguro, leve e de preferência bonito”. Para isso, agrega itens como retrovisores, buzina, freio, adesivos reflexivos e placa personalizada.

Seu compartimento tem dimensões adequadas para acomodar com segurança os materiais: 1,60m de comprimento - 1,00 m de altura e 1,00 m de largura. Também possui grade removível, o que facilita a colocação. O carrinho não possui motor, suas duas rodas têm rolamento duplo, que ajuda a diminuir o peso e, consequentemente, o esforço do condutor. Com essa estrutura, o equipamento tem capacidade de carregar até 300 kg em material para reciclagem.

A confecção do carrinho, por funcionários da escola, demandou um investimento de apenas R$397,20, pois foi possível aproveitar materiais de outros projetos.

A representante da Secretária Municipal Adjunta de Limpeza Urbana, Ivany Silva afirmou ter gostado da iniciativa do Colégio, mas disse que já existe um projeto para a construção de um modelo novo de carrinho, de baixo custo e mecanizado. A comunidade escolar que se reúne em torno da Plataforma Terráqueos deseja que essa iniciativa se concretize o quanto antes e que a coleta seletiva na cidade possa ser expandida.

 

 

Confira mais fotos clicando aqui!