Projeto: A Matemática da Sustentabilidade

Compartilhe

 

As professoras do 2º período trabalham diariamente com os estudantes as questões relacionadas ao cuidado com o meio ambiente, à sustentabilidade e à consciência ecológica de forma lúdica, prática e reflexiva. O objetivo é levá-los a compreender a importância de se adotar práticas econômicas quanto ao uso da energia elétrica.

Neste sentido, foi desenvolvido o Projeto “A Matemática da Sustentabilidade”, no qual foi trabalhado o consumo consciente da energia estimulando-se atitudes de economia que geram impactos nos recursos hídricos. Em sua execução, contamos com o apoio e a participação efetiva das famílias, que criaram estratégias para diminuir o consumo de energia. Aquelas que, ao final do mês, conseguem diminuir o gráfico demonstrativo de consumo recebem o selo “SOMOS TERRÁQUEOS CONSCIENTES E CUIDAMOS DO NOSSO PLANETA!”

Solicitamos a estas famílias que nos enviassem um breve relato demonstrando a importância dessas atitudes para a conservação do Planeta e uma foto dos participantes exibindo o selo recebido pelo (a) aluno (a). Confiram:

 

​Depoimentos 02


 

Assim que o Arthur chegou em casa todo feliz, relatando que seria "fiscal da energia", de pronto o parabenizamos e já começamos a pensar o que poderíamos fazer para diminuir os gastos com a energia de nossa casa.

Assim, combinamos que trocaríamos as lâmpadas de toda casa por lâmpadas de led, mais econômicas, diminuiríamos o tempo de banho, que ele brincaria mais com seus brinquedos, deixando a TV desligada.

À noite, quando fosse a algum lugar na casa, usaria a luz e, quando saísse, a desligaria. Os aparelhos de TV, micro-ondas e ventilador, desligar da tomada quando não estiverem sendo usados.

Depois de acordados todos esses pontos, os colocamos em prática e com sucesso.

Fábio Antônio

Pai do Arthur Antônio Ferreira Vilaça – 2º período B






 

 

 

A Bia colocou todo mundo para ajudar, conforme uma ótima fiscal de energia, fazendo pequenas ações tais como:

Vigiando para que ninguém deixasse luzes acesas sem necessidade pela casa; na hora do banho, solicitava a todos para tomarem banhos rápidos e não deixava a vovó lavar roupa todos os dias na máquina de lavar, falando para a mesma deixar juntar uma quantidade maior antes de lavar. Desta forma conseguimos diminuir os valores da conta.

 

Fernanda Sales

Mãe da Beatriz Sales Marquez – 2º período B




 

As ações executadas foram de extrema importância para chegarmos em uma conta relativamente baixa para uma casa onde temos minha esposa com as crianças durante parte do dia e à noite, a nossa empregada durante o dia e mais nossa faxineira semanal.

As medidas empregadas foram no início um pouco, digamos, sofridas, mas papai tem levado muito a sério este lema de economia, ainda mais que trabalho com aquecedor solar.

. Trocamos todas as nossas lâmpadas para LED.

. Devido ao bom dimensionamento do sistema de aquecimento solar, não utilizamos chuveiro elétrico dentro de casa.

. Ferro de passar roupa e máquina de lavar são acionadas apenas uma vez na semana.

. Paramos de usar o filtro elétrico e comprei um filtro manual; para água gelada utilizamos o dispenser da geladeira sem precisar de abri-la.

. Não usamos mais o acendedor elétrico do fogão, comprei um isqueiro.

. Todas as noites desligamos o forno de micro-ondas da tomada e tudo que possa conter algum tipo de LED.

. Televisões são ligadas apenas quando alguém está assistindo.

. Não deixamos luz acesa sem que tenha alguém no ambiente.

. Raramente o ar-condicionado é ligado.

. Computador e impressora não ficam ligados sem que ninguém esteja usando.

No dia que fiz este relato para a professora Carla, nossa conta estava em R$ 145,99 e informei-lhe que tentaríamos abaixar mais a conta. O resultado está aí: R$ 137,66.

Foi pouco, mas tenho certeza que irá servir de inspiração pra muita gente, basta ser dedicado e tomar algumas medidas simples.

 

Cristiano Barcellos

Pai da Isadora Barcellos – 2º período



 

 

Diante do sonho em manter nossas filhas Gabriela e Isabella estudando no Santo Agostinho, foi necessário cortar gastos. No tocante à energia elétrica, a economia se deu através de:

- Troca da geladeira antiga por uma mais econômica, classificação A, que consome apenas 24,4 kw/mês.

- Troca de 07 lâmpadas de 25w, 01 de 45 w fluorescente e 03 de 100w incandescente – antigas - por 11 lâmpadas de 9 w de led.

- Retirada do chuveiro elétrico e instalação de ducha e aquecedor solar para esquentar a água, zerou o consumo de energia elétrica com os banhos.

- Redução de vezes de uso da máquina de lavar. Só é usada três vezes ao mês, de 10 em 10 dias.

- Lavagem de parte das roupas manualmente.

- Redução do uso do ferro de passar roupas. Só é utilizado três vezes ao mês, de 10 em 10 dias. Estender as roupas no cabide para facilitar a passação e o tempo de consumo e até usar algumas sem passar.

- Manter lâmpadas, computador e TV desligados se não tiver alguém usando.

- Durante o dia, realizar estudos e tarefas que exijam boa iluminação nas partes mais claras da casa para não acender lâmpadas.

- Troca do forno elétrico pelo forno do fogão a lenha.

Cumpre frisar que, nos meses de abril para maio de 2017, já estávamos no topo da rotineira economia de energia, objetivando garantir nossos compromissos. Não foi possível abaixar, entretanto, conseguimos manter a média.   

 

Suely Sousa e Pedro José

Pais da Isabella Suely Moreira Sousa -2º período C

 



Depoimentos 01 – CLIQUE AQUI


Salvar

Salvar

Salvar