Extraordinário é ter consciência

Compartilhe

A escolha de uma obra literária para o Ensino Fundamental leva em conta critérios próprios da disciplina de Língua Portuguesa, mas também objetiva a formação humana, porque deve provocar a reflexão e a construção de argumentos que permitam entender a diversidade de nosso mundo. Nesse sentido, a escolha da obra “Extraordinário” de J. R. Palácio para o 7º ano trouxe muitos frutos. Mobilizados pelo projeto desenvolvido pela professora Mariana Botarro, os estudantes não apenas leram os livros, mas produziram resenhas virtuais nas quais expressam sua opinião a respeito da obra lida e suas opiniões a respeito do cuidado nas relações humanas na escola.

Há quem diga que essa geração é hedonista e pouco solidária, porém o projeto mostra que basta abrir as portas e mobilizar, que a solidariedade a consciência aparecem.

Confira os vídeos abaixo:

Vídeo 1

Vídeo 2