Irmãos param rodovia por mais de cinco minutos para preguiça atravessar pista

Compartilhe

Dois irmãos que viajavam pela BR-010 pararam o trânsito entre Brasilândia e Presidente Kennedy para um bicho preguiça atravessar a rodovia. Márcio Cezar Lustosa conta que o irmão avistou o animal no meio da pista, por volta das 17h, deste domingo (19). Com toda a calma típica da espécie, a preguiça demorou cerca de cinco minutos para completar a travessia.

“Como não estávamos em alta velocidade foi possível ver o animal e parar a tempo. Acredito que a maioria das pessoas que atropelam animais nas rodovias não é porque quer. Quando você vai em uma velocidade mais baixa dá tempo de parar”, disse o representante comercial.

Segundo ele, o irmão Mário Cezar foi quem viu a preguiça primeiro. “Ele vinha em um carro na frente. Quando parou eu parei logo em seguida e já fomos fazendo sinal para os motoristas pararem e esperarem ela atravessar”, comentou.

A morte de animais silvestres por atropelamento é comum nas rodovias do Tocantins. Márcio Cezar, por exemplo, contou que no dia anterior viu um tamanduá adulto morto em rodovia próximo de Porto Nacional, na região central do estado.

Na última sexta-feira (17), uma ema foi atropelada na região sul do estado. Com a forma do impacto, a ave teve uma das pernas estraçalhada. O animal foi levado para Gurupi, onde passou por cirurgia em uma clínica veterinária e teve a perna amputada, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

“Senhores motoristas, cuidado ao se deslocarem pelas nossas rodovias. Nosso cerrado é muito rico na fauna silvestre e não são os animais que invadem as estradas são as estradas que invadem seus territórios”, alertou o coordenador do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Antônio Carlos, naquela ocasião.

 

FONTE: anda.jor.br