Um Dia sem Sapatos 2015 vem aí!

Compartilhe

 

​A campanha One Day Without Shoes surgiu da percepção de que crianças e jovens vivem descalços pelo mundo afora, e isso constitui fator de exclusão da vida social: em muitos lugares, a falta dos sapatos fecha as portas das escolas, do trabalho e emprego. Assim, para quem tem sapatos, tirá-los durante o dia de estudos e trabalhos vem imbuído de um simbolismo: é um gesto solidário, que chama a atenção para tantas crianças e jovens que não têm escolha e saem sem sapatos todos os dias.

O “Dia sem Sapatos” é promovido desde 2006 pela Toms, empresa estadunidense fabricante de calçados que opera no sistema chamado de “one for one”: cada calçado vendido corresponde a um calçado doado a uma pessoa necessitada. A campanha visa trazer soluções para três questões fundamentais para o desenvolvimento das pessoas: saúde, educação e autoestima. Ela já está presente em cerca de 50 países.

O Colégio Santo Agostinho, por meio de seus alunos e familiares, professores e funcionários, abraçou essa causa há quatro anos, em abril de 2011, promovendo uma ampla conscientização sobre a realidade local e suas desigualdades e, consequentemente, quais iniciativas é possível fazer para diminuir tais desigualdades.

As salas de aula, corredores, pátios, ambientes de trabalho são verdadeiros espaços educacionais, onde as pessoas, calçadas e descalças, falam, debatem, participam de atividades que sinalizam para uma reflexão sobre nossa realidade. O ponto culminante é a própria doação de calçados: emociona, por exemplo, presenciar crianças muito novas trazendo um par de sandálias, com seus pés pintados e sua alegria em ajudar alguém. Um pequeno gesto a semear em suas consciências uma visão da vida mais solidária, generosa, em contraponto a tantos exemplos de competição e individualismo tão marcantes na sociedade hodierna.

Por meio dessa campanha, enviamos calçados, mas também roupas, agasalhos e alimentos para instituições locais, que auxiliam populações que sofrem privações diversas. Doar um sapato (ou alimento) é gesto solidário, emergencial. Educar é uma causa, verdadeiro ato humanizador. Com o “Dia sem Sapatos”, renovamos nossa crença que é possível “promover a vida por meio da fraternidade, da educação e da justiça social”.

 

Jean Carlos de Araújo Ferreira

Coordenador do Departamento de Pastoral