Pet shops são proibidas de expor animais em vitrines e gaiolas

Compartilhe

 

Uma resolução do Conselho Nacional de Medicina Veterinária publicada em outubro de 2014, mas que só passou a valer na segunda semana de janeiro, proíbe a exposição de cães e outros animais de estimação em vitrines e gaiolas de pet shops em todo o território nacional.

Os veterinários responsáveis por esses animais que descumprirem a regra responderão a processo ético do Conselho Nacional de Medicina Veterinária.

Segundo a entidade, as regras servem para garantir o bem-estar do animal "em relação as suas tentativas de se adaptar ao meio ambiente, considerando liberdade para expressar seu comportamento natural e ausência de fome, sede, desnutrição, doenças, ferimentos, dor ou desconforto, medo e estresse".

Assim, de acordo com o Conselho, é preciso providenciar ambientes "livres do excesso de barulho, com luminosidade adequada, livre de poluição e protegido contra intempéries ou situações que causem estresse aos animais". 

A resolução determina ainda que os profissionais devam orientar os clientes sobre o estresse dos animais no momento da venda.